Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Comunidade relembra vivência e homenageia Colégio Piracicabano

Comunidade relembra vivência e homenageia Colégio Piracicabano

Comunidade relembra vivência e homenageia Colégio Piracicabano

Amizades, lembranças, ensinamentos e educação estão dentre as principais vivências que o Colégio Piracicabano proporcionou aos que passaram pela instituição ao longo de seus 137 anos, celebrados em setembro. Funcionários, professores, alunos e ex-alunos que fizeram parte dessa trajetória contam, com carinho, a importância da instituição em suas vidas.

Bárbara Godoy estudou no Colégio Piracicabano por 10 anos e destaca, com afeição, a importância da escola em sua vida. “Quando penso na importância do colégio para mim, penso nas pessoas que marcaram a minha vida ao longo desses 11 anos de formação acadêmica e pessoal. O colégio faz a diferença, pois é formado por professores, funcionários e alunos que acreditam nessa educação crítica e integral. Essa visão de educação foi fundamental para a construção da minha visão de mundo e, também, para a percepção de meu papel enquanto agente de transformação da realidade”, conta Bárbara. 

A irmã de Bárbara, Bianca Godoy, relata que o programa de ensino bilíngue, oferecido no Colégio, proporcionou diversas oportunidades em sua vida. “Com o ensino bilíngue, consegui participar de intercâmbio de um ano no Canadá, e, atualmente, acompanho e compreendo aulas em inglês na universidade. Não só o inglês é um diferencial, como também o espanhol, pois participei de outro intercâmbio cultural para o Peru, e de encontro de alunos das escolas metodistas da América Latina no Uruguai”, afirma Bianca.

O jornalista Leon Botão, que estudou na instituição ao longo de 15 anos, diz que estudar em um colégio com tradição como o Piracicabano possibilita experiências diferentes. “Estudar no Piracicabano dava e, ainda dá, muito orgulho, porque faz a gente se sentir parte dessa história centenária. Só de parar para pensar que milhares de pessoas passaram por lá, e que sou parte disso, faz a diferença porque a gente valoriza muito mais a escola. Ela se torna parte da nossa vida. As principais lições que essa experiência transmite é a de que a educação vai muito além da sala de aula”, afirma ele.

Além de alunos, o Colégio Piracicabano também deixa lembranças na memória de funcionários que passaram pelo local. Everton Luís Mendes Felipe trabalhou durante seis anos na escola como agente educacional, e conta que construiu enorme carinho pela instituição e por todos os que estão nela. “O colégio tem importância fundamental em minha vida, pois contribuiu muito para o meu crescimento, tanto profissionalmente quanto pessoalmente. Criei laços e vínculos que vou levar para toda a minha vida”, conta ele.

Para Everton, estes laços ultrapassaram os muros da instituição. “Fiz amigos verdadeiros, tanto que temos um grupo que vai reunido ao cinema em três ou quatro vezes ao ano. Já chegamos a ter 40 alunos em uma única sessão de cinema”, destaca.

O ex-aluno Matheus Nazato Ubices, que também estudou por 15 anos na escola e se formou em 2017, afirma que as experiências e ensinamentos adquiridos na instituição estão sempre presentes em sua vida. “O Colégio Piracicabano sempre foi especial. Não somente pelos amigos que fiz, mas pelos momentos, grandes conquistas e aprendizagem. Com muitas atividades diferenciadas, tais como o projeto solidariedade e a Gincana, proporciona maior desenvolvimento do aluno, principalmente nas tarefas em equipe, aprendendo assim, que, sem o outro tudo tende a se complicar. Portanto, com toda certeza esse Colégio fez-se muito especial na vida de vários alunos”, afirma.

Guilherme Furlan também se formou em 2017, após 15 anos de estudo na instituição. Ele cita o diferencial de estudar em uma instituição centenária. “Faz muita diferença estudar em colégio centenário, pelos valores que foram mantidos e passados para as novas gerações e, também, por poder desfrutar de espaços como o Centro Cultural Martha Watts e o salão nobre, que são patrimônios da cidade e contém histórias muito ricas”, conta Guilherme.

ATUALIDADE – As vivências na escola também marcam os alunos que atualmente estão no colégio. Helena Gaspar Monteiro, aluna do 2º ano do ensino médio, relata a sua experiência: “o Colégio oferece excelentes professores, atividades pedagógicas de campo e a gincana, que contribuem muito para a formação dos alunos. Há grande preocupação com a formação dos alunos para a vida, não somente para o vestibular”.

 

Texto: Gabriela Melo
Edição: Angela Rodrigues
Foto: acervo
Última atualização: 03/10/2018